Comunicação para Negócios | Pierangeli | M-commerce. Informação e poder de compra na palma da mão
420
post-template-default,single,single-post,postid-420,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,qode-theme-ver-12.1.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive

M-commerce. Informação e poder de compra na palma da mão

M-commerce. Informação e poder de compra na palma da mão

Acredita-se que até 2017 cinquenta por cento dos usuários terão a expectativa de comprar em qualquer lugar e a qualquer momento, segundo a NRF – National Retail’s Federation (2015).

Com o crescente aumento do uso dos smartphones, os dispositivos móveis passaram a estar muito mais próximos das pessoas e são a ponte entre a loja física e a loja virtual exigindo a integração entre os canais.

A informação e o poder de compra estão na palma da mão. Portanto, o conteúdo digital e o conteúdo oferecido pelas lojas físicas precisam estar alinhados e adequados às expectativas do consumidor digital para que sua experiência de compra não seja frustrante.

Recentemente, uma pesquisa feita pela Forrester mostrou que 62% dos empresários norte-americanos ainda tratam o site mobile como uma simples redução do website desenhado para o desktop comprometendo a sensação e a experiência do cliente.

Fala-se muito sobre Omni Channel, mas pouco em presença mobile que, na verdade, antecede essa experiência. O mobile é o responsável por unir todos os canais proporcionando uma experiência completa para o consumidor.

O aplicativo mobile permite uma comunicação mais dinâmica, personalizada e menos invasiva na relação com o consumidor. Dessa forma, a empresa ou marca podem garantir que o atendimento seja personalizado resultando em uma melhora considerável na experiência do cliente com a marca.

De acordo com pesquisa realizada pela Deloitte, em 2013 o mobile influenciou 19% das compras realizadas nas lojas físicas, enquanto que na loja de Além de um site responsivo, adequado ao padrão mobile, é possível que o consumidor utilize outras ferramentas para efetuar suas compras, como aplicativos.departamentos americana JCPenney, um terço das vendas realizadas dentro das lojas físicas são concluídas pelo mobile. Fonte: E-Commerce News.

A tendência é que as vendas por meio de dispositivos móveis cresçam ainda mais, apesar da turbulência política e da retração da economia.

O cenário precisa mudar, pois estimativas indicam que, em dois anos, 50% dos usuários terão a expectativa de comprar em qualquer lugar e em qualquer momento.

No Comments

Post A Comment